Dados serão transformados em um mapa de soluções que facilitará a conexão entre quem tem uma solução com aqueles que podem apoiar a viabilização.

 

 

A Associação Wylinka, abriu hoje, 26, o chamamento para  o Mapeamento de ideias e tecnologias inovadoras no combate ao novo coronavírus (COVID-19). O objetivo do mapeamento é identificar profissionais, empresas e instituições científicas e tecnológicas (ICTs) que tenham pesquisas, conhecimentos, tecnologias, produtos, serviços ou até mesmo ideias que auxiliem no combate à pandemia do novo coronavírus, no Brasil.

Promover a conexão entre esses atores é uma das estratégias da Wylinka para acelerar a busca de soluções para os desafios do cenário atual. O chamamento busca mapear tecnologias e soluções, por meio de um esforço de identificação, cujo foco é acionar uma rede de parceiros e mobilizá-los para apoiar na viabilização destas.

“Não queremos que as diferenças de linguagem entre quem tem uma ideia ou solução e quem tem interesse em investir, sejam entraves para o desenvolvimento rápido e a conexão no curto prazo”, afirma o Vice-presidente da Wylinka, Elimar Vasconcelos.

O mapeamento tem como base, duas linhas de atuação: identificar iniciativas para enfrentar a pandemia, com soluções de curto prazo e iniciativas que minimizem os danos já causados e buscar iniciativas para mitigação dos impactos pós-crise, a fim de antecipar medidas específicas para conter as consequências negativas.

O cadastro tem por objetivo dar visibilidade para as soluções desenvolvidas no ecossistema nacional de inovação, além de facilitar a conexão das iniciativas que estiverem inscritas. Os dados serão disponibilizados no Mapa de Iniciativas e Tecnologias, a ser publicado no site da Wylinka.

As inscrições para primeira rodada do mapeamento se encerram no dia 10 de abril. Se você deseja inscrever sua iniciativa, ideia, expertise profissional ou quer ser um apoiador dessa causa, clique no link abaixo e saiba mais.

https://conteudo.wylinka.org.br/chamamento-tecnologias-covid19