Cases Wylinka

Como acelerar a criação e implementação de políticas públicas de inovação no Brasil?

19/fevereiro/2024

Inovação – Investir na capacitação e no desenvolvimento dos servidores públicos é uma estratégia crucial para garantir a inovação no sistema público. Afinal, organizações são construídas por pessoas que buscam solucionar problemas de outras pessoas. 

Assim nasceu o Mobiliza.DF, uma iniciativa destinada a capacitar agentes públicos e impulsionar a criação e implementação de políticas públicas de inovação, por meio do design. Realizado pela Wylinka, com o financiamento da FAPDF por meio do edital três de 2019, o objetivo do programa que contou com  três rodadas é compartilhar a visão de fronteira e inovação para o desenho, o planejamento e a implementação de políticas públicas de inovação mais acessíveis, inovadoras e alinhadas às demandas do ecossistema local.

Quer saber como fazemos isso? Pegue um café e venha com a gente!

Qual é o propósito do Mobiliza?

O Mobiliza é uma metodologia da Wylinka desenvolvida durante a experiência com a implementação brasileira do programa Global Innovation Policy Accelerator (GIPA) realizado no Brasil em 2018/2019 pela Nesta e embaixada do Reino Unido. O objetivo é capacitar agentes públicos e promover uma mudança de paradigma na abordagem da inovação no governo. 

Entendemos que o aprimoramento das habilidades e conhecimentos desses profissionais é fundamental para melhorar a eficiência do governo, a qualidade dos serviços prestados, além de engajar e empoderar esses profissionais. Com isso, o nosso objetivo é transformar a forma de pensar a inovação dentro do governo, migrando de um modelo incremental para um modelo acelerado e radical.

No Mobiliza.DF, a metodologia foi integralmente aplicada com o objetivo de dinamizar as ações de inovação promovidas pelos setores públicos no Distrito Federal e RIDE, aumentando os resultados de inovação do seu ecossistema. Como fruto do edital que financiou o Mobiliza.DF durante 3 anos e outras ações de desenvolvimento de ecossistema, a FAPDF pôde comemorar a 4ª colocação no  Índice de Cidades Empreendedoras de 2023

Afinal, como aceleramos políticas públicas de inovação por meio do Design?

A metodologia usada no Mobiliza.DF foi baseada no Design Thinking, uma abordagem que visa resolver problemas complexos com soluções centradas no usuário. 

O design thinking é uma metodologia essencial e inovadora para o desenvolvimento de soluções em diversos contextos, pois coloca o usuário no centro do processo de criação, enfatizando a empatia, colaboração e experimentação. Sua abordagem iterativa e centrada no ser humano permite uma compreensão profunda das necessidades, desafios e aspirações dos indivíduos, levando a soluções mais eficazes e relevantes. 

No setor público, onde a complexidade das demandas e a diversidade dos cidadãos são desafios constantes, o design thinking oferece uma estrutura flexível e adaptável para o desenvolvimento de políticas e ações que atendam às verdadeiras necessidades da sociedade. Ao envolver os funcionários públicos em um processo colaborativo e orientado para resultados, o design thinking capacita-os a criar soluções inovadoras que tenham maior impacto positivo na vida dos cidadãos, promovendo uma governança mais inclusiva, eficiente e centrada nas pessoas.

No programa também utilizamos a inovação aberta, dados e uma compreensão abrangente dos principais desafios do Distrito Federal e da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (RIDE). Ao longo dos três anos de atuação, conduzimos um levantamento dos desafios do ecossistema da região baseado na escuta ativa de diversos atores do governo e do ecossistema de inovação local, o que nos permitiu identificar e priorizar os temas a serem abordados em cada rodada do programa.

Conexão internacional

Sabendo da importância da conexão com ambientes diferentes para o desenvolvimento de soluções inovadoras, o Mobiliza.DF também promoveu, em cada uma  das 3  rodadas anuais, a conexão com especialistas do ecossistema de inovação do Reino Unido. O contato virtual, devido à pandemia, se tornou presencial na última edição. 

Chamada de Missão UK, a viagem internacional realizada no segundo semestre de 2023 teve como principal objetivo promover uma experiência imersiva para os participantes das três rodadas em ecossistemas de inovação do Reino Unido. Os agentes brasileiros se conectaram com especialistas do setor de inovação e políticas públicas e puderam visitar diversas instituições do ecossistema de inovação pública do Reino Unido, como o Escritório de Inovação Aberta do Governo, a Royal Academy of Engineering, a Catapult Centers (aceleradora focada na promoção de ecossistemas de inovação e empreendedorismo), o laboratório maker The Remakery, o NESTA, a Oxford Policy Management, entre outros.

“O programa me proporcionou uma experiência inesquecível de imersão em outro cenário, numa viagem para conhecer a cultura de inovação do Reino Unido. Hoje estou trabalhando arduamente para divulgar as boas práticas que conheci na minha empresa”, Lucas Frederico Vieira Ribeiro, SERPRO

Voando alto

Ao todo, capacitamos 108 agentes públicos, formamos 18 grupos de trabalho e desenvolvemos 18 projetos de políticas públicas inovadoras. Estabelecemos uma rede de colaboração entre os participantes e proporcionamos o contato com 72 especialistas em políticas públicas nacionais e internacionais

O LabInovaDF foi um desses projetos. O objetivo da equipe foi implementar um laboratório de inovação na Escola de Governo. Esse laboratório foi concebido como um espaço dedicado à experimentação e ao desenvolvimento de soluções inovadoras para os desafios enfrentados pela administração pública. 

Com o apoio e os recursos fornecidos pelo programa, o LabInovaDF conseguiu superar desafios iniciais e estabelecer-se como uma iniciativa bem-sucedida, oferecendo um ambiente propício à criatividade e à colaboração entre os servidores públicos. Segundo Rodrigo de Azevedo, participante da segunda edição e integrante do grupo, o Mobiliza.DF acabou abrindo as portas para perceber o que era necessário para implementar um laboratório de políticas públicas. “Vimos que ele não poderia ser usado apenas como uma sala bonitinha para reuniões; fomos lá com o intuito de gerar políticas públicas”, destaca. 

Outro exemplo inspirador é o Comitê CODIMPACTO, mais uma iniciativa proposta pelos participantes do Mobiliza.DF. Esse comitê foi concebido com o objetivo de implementar uma estratégia distrital de apoio aos negócios de impacto social e ambiental. Após uma profunda análise das necessidades e oportunidades existentes, o grupo identificou a necessidade de estabelecer uma estrutura formalizada para coordenar e promover essas iniciativas. 

O Comitê CODIMPACTO, portanto, representa não apenas uma solução inovadora para um problema real, mas também um exemplo de como os participantes do Mobiliza.DF estão capacitados e motivados para impulsionar mudanças significativas no governo e na sociedade.

Segundo Elena Oliveira, gestora de projetos da Wylinka, ao longo dos 3 anos de atuação do Mobiliza.DF no Distrito Federal foi incrível perceber a motivação e a dedicação dos participantes em mergulhar na jornada e se desafiarem a pensarem soluções inovadoras para diferentes problemas complexos da população e da administração pública. “Sinto que conseguimos sensibilizar e preparar os participantes para seguirem como multiplicadores dos aprendizados na suas vidas e no dia a dia de trabalho”, destaca. 

“Além da transformação vivida pelos participantes, vi surgirem projetos com grande potencial de impacto, seja pela criação de caminhos para fomentar a cultura da inovação e do desenho de soluções centrado no usuário dentro do serviço público ou por desenvolverem estruturas para a consolidação de normativas nacionais no âmbito Distrital que podem ser replicadas para os outros Estados e até Municípios”, Elena Oliveira, gestora de projetos

O Legado do Mobiliza.DF

O programa também contribuiu significativamente para o avanço do cenário empreendedor de Brasília, como evidenciado pelo salto da cidade no Índice de Cidades Empreendedoras (ICE) de 2023. Contudo, além dos resultados tangíveis, o programa deixou um legado transformador para os participantes. 

Eles adquiriram habilidades em design thinking, aprenderam a abordar problemas complexos de forma inovadora e estão mais abertos a propor soluções criativas em suas áreas de atuação. Para Ana Paula Almeida Aragão, participante do programa, ao longo desse percurso, ela pôde mergulhar de cabeça em desafios reais e complexos, o que permitiu a ela desenvolver habilidades e competências que nunca imaginou. “O maior legado desse projeto, sem dúvida, é a comunidade de profissionais engajados e dispostos a impulsionar a inovação. Construir redes de contatos valiosas e trocar experiências com colegas tão dedicados… Foi uma das melhores partes dessa jornada”, conta. 

O Mobiliza.DF também fortaleceu a colaboração entre diferentes órgãos e entidades, promovendo soluções mais eficientes e centradas no cidadão. Por fim, o programa inspirou os participantes a continuarem seu aprendizado e a compartilharem suas experiências com o ecossistema. Muitos deles participaram de eventos internacionais e estão liderando iniciativas de inovação em suas áreas de atuação. 

Isso mostra que o Mobiliza.DF não apenas capacitou agentes públicos, mas também estimulou uma cultura de inovação e colaboração que continuará a impulsionar o desenvolvimento do Distrito Federal e da RIDE.

Como acelerar políticas públicas de inovação na sua região? Baixe o novo ebook do Mobiliza.DF!

E aí, interessado em implementar essa ferramenta na sua região? É só entrar em contato com a Anna Bolivar (anna.bolivar@wylinka.org.br). Também não deixe de nos acompanhar nas redes sociais – Linkedin e Instagram, Because when you rock, #wyrock!


Tuany Alves  –  jornalista especializada em divulgação científica e analista de comunicação pela Wylinka.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Pular para o conteúdo