Programa BIS fortalece o ecossistema capixaba, atendendo 25 habitats de inovação

O BIS – Bloom Innovation Spaces – é um programa feito para fortalecer ambientes de inovação como incubadoras, aceleradoras, parques e hubs. Em 2020, realizamos a rodada Espírito Santo, em parceria com o SEBRAE do estado, potencializando as metas e ações do Movimento Capixaba pela Inovação (MCI).  O programa capacitou habitats de todo o estado, no segundo semestre de 2020, desenvolvendo a colaboração e estratégias de mensuração de impacto nos ambientes atendidos. 

 

Das pessoas ao ecossistema: o BIS-ES em números

O BIS Espírito Santo capacitou 49 agentes de inovação de 25 habitats públicos e privados, incluindo hubs, coworkings, parques e incubadoras. Acompanhamos de perto 11 desses 25 ambientes, em uma jornada de 3 meses e 190h de consultorias para desenho de estratégias e ações para potencializar e medir o seu impacto no ecossistema. Durante essa jornada, também mapeamos 6 desafios estratégicos para motivar a cooperação entre os atores. Todo o conhecimento gerado durante esse projeto, incluindo a sua metodologia, está disponível em um e-book, que você pode baixar gratuitamente aqui.

Programa BIS fortalece o ecossistema capixaba, atendendo 25 habitats de inovação

1000 startups em 10 anos

O ecossistema de inovação capixaba está efervescente! Com a criação do Movimento Capixaba pela Inovação (MCI), os atores estão em colaboração para aumentar os resultados da região. O planejamento da rede inclui a criação de 1000 startups capixabas nos próximos 10 anos e estar no top 5 em inovação entre os estados brasileiros. Para atingir esses objetivos, a rede está se organizando em várias frentes e uma delas inclui a formação e o fortalecimentos dos habitats de inovação. Foi aí que Wylinka e SEBRAE-ES firmaram uma parceria de sucesso para a implementação do BIS.

O objetivo do SEBRAE foi sair da capital e atender também os polos regionais de inovação. Para isso, foram mapeados cerca de 50 habitats no estado, incluindo todas as tipologias: NITs, incubadoras, labs, hubs, coworkings, aceleradoras, polos e centros de inovação e tecnologia. A partir do mapeamento de demandas desses ambientes, a estratégia do SEBRAE visa aumentar o número de empresas incubadas, aumentar a captação de recursos desses ambientes e aumentar a integração com as ações do SEBRAE. O BIS foi uma das soluções oferecidas para atingir esses objetivos. 

 

Sintonizando a colaboração e a transformação

O BIS-ES contou com duas fases iniciais, abertas aos habitats do estado. O objetivo foi levar conteúdo e capacitação ao maior número de instituições e promover ações em colaboração entre elas. Nessas ocasiões, eles puderam entender as oportunidades de atuação dentro do ecossistema e identificar o seu potencial para se plugar nessas oportunidades. Na fase 3, 11 ambientes selecionados passaram por uma jornada de consultorias para aprofundar e agir em cima desses potenciais identificados nas fases 1 e 2.

Programa BIS fortalece o ecossistema capixaba, atendendo 25 habitats de inovação

Em todas as fases do programa, nós oferecemos conteúdos e metodologias para fortalecer os ambientes no nível estratégico, tático e operacional. No eixo estratégico, a Teoria da Mudança foi usada para plugar o potencial e os objetivos dos habitats com impacto que o ecossistema necessita. No nível tático, eles usaram o design thinking para pautar o desenho de ações mais voltadas para as demandas dos seus atendidos. E no nível operacional, os OKRs basearam o desenho de um plano de ação e de mensuração de resultados para o cumprimento das metas conectadas à Teoria da Mudança. 

Programa BIS fortalece o ecossistema capixaba, atendendo 25 habitats de inovação

As ações com os participantes aconteceram de agosto a dezembro de 2020, sendo finalizadas na fase COMPARTILHAR, quando apresentamos ao ecossistema os resultados do programa e lançamos o e-book com a metodologia aplicada. Todas as atividades aconteceram totalmente online, o que não foi um empecilho para o salto de desenvolvimento dos habitats, para o estreitamento da rede e criação de ações em conjunto entre eles. Tivemos, por exemplo, capacitações entre pares sobre captação de investimentos e a premiação instituída pelo Ino.VC (hub da ArcelorMittal), para reconhecer as ações de inovação do ecossistema capixaba.

Participar deste processo foi fundamental no (re)desenho estratégico do SebraeLAB. Primeiramente porque partimos de uma análise do ecossistema de inovação e de suas necessidades para estabelecermos o impacto que desejamos causar. Nosso ponto de partida foi o “Por que” fazer, o propósito. Essa desconstrução inicial levou à construção posterior de uma estratégia mais clara e assertiva, com detalhamento do que e como fazer e quais resultados pretendemos alcançar. A expertise dos consultores da Wylinka também agregou muito neste processo. Nosso desafio agora é avançar na implementação da estratégia, colaborando no desenvolvimento de inovação nas MPE´s capixabas”.
Célia Perin

Gestora do SebraeLab

“Participar dessa jornada BIS foi uma grata surpresa. As conexões fortalecidas com atores do ecossistema, o desenho da teoria da mudança e OKRs não poderiam vir em melhor momento. Pudemos concentrar esforços em equipe para rever nossa estratégia e ajustar o foco. A metodologia, as ferramentas inspiradoras, as provocações e insights do Guilherme geraram ótimas reflexões, resultando num excelente produto para nortear nossa atuação no curto e médio prazos. Saímos mais fortalecidos e focados para avançar ainda mais em resultados com o LAB.ges. Obrigada ao Sebrae e à Wylinka pela oportunidade!”
Nara Falqueto Caliman

Gerente de Inovação do LAB.ges

    Converse com
    nosso time

    Clique aqui

    Conheça o nosso
    portfólio

    Faça o download