O projeto de capacitação tem como objetivo fortalecer a gestão da inovação da Rede de Núcleos de Inovação Tecnológica da Amazônia Oriental (Rede NAMOR). Para este fim, o projeto tem foco também na integração da propriedade intelectual à cultura das instituições e o desenvolvimento das estratégias que permitam, de fato, contribuir para a efetiva consolidação de inovações de sucesso no mercado.

Rede NAMOR

O projeto possui 3 principais etapas: (I) Workshop de Diagnóstico dos NITs, de forma a obter e organizar informações que subsidiem o plano de capacitação;  (II) capacitação dos NITs, por meio da apresentação de conteúdo e dinâmicas especificos sobre as necessidades de aprendizados, desenvolvimento de novos comportamentos e habilidades para os NITs em conjunto; (III) sessões de coaching para cada NIT, de forma a complementar o seu desenvolvimento individualmente.

“(…) vislumbro um novo patamar de atuação conjunta da REDENAMOR a partir desta capacitação, com coordenadores de NIT seguros de sua função e seguros para dialogar com suas ICTs, outras ICTs e Empresas com quem mantenham relacionamento” – Graça Ferraz

O Workshop de Diagnóstico, assim como as seguintes etapas de capacitação, foi realizado nas instalações do Museu Goeldi em Belém e teve como objetivo principal identificar as necessidades, desafios e expectativas de cada NIT a serem abordados na etapa de capacitação. A programação do workshop incluiu a apresentação de conteúdo especializado, realização de atividades vivenciais e dinâmicas de grupo que permitiram a integração e intercâmbio de experiências entre as equipes dos NITs.

FOTO

 

A metodologia utilizada como base para o diagnóstico foi o Framework de Gestão da Inovação de NITs, que aborda os seus principais processos e práticas e permitiu aos participantes identificar os aspectos a serem focados, desenvolvidos e otimizados pelos NITs da Rede NAMOR. Ao final, também foram propostas pelos gestores iniciativas individuais e conjuntas a serem realizadas para fortalecer as ações dos NITs e da Rede.

Para promover e integrar atividades de inovação tecnológica de forma mais eficiente nas  Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs) do país o MCTI criou cinco Arranjos de Núcleos de Inovação Tecnológica no país e a REDE NAMOR é o arranjo de NITs da Amazônia Oriental. A Rede tem o propósito de difundir conhecimentos sobre boas práticas de gestão da inovação e métodos de proteção do conhecimento, propriedade intelectual e transferência de tecnologia e é composta por doze instituições científicas, são elas: Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG); Universidade Federal do Pará (UFPA); Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA); Universidade Federal do Sul e Sudeste do Estado do Pará (UNIFESSPA); Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA); Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA); Universidade do Estado do Pará (UEPA); Embrapa Amazônia Oriental; Centro Universitário do Estado do Pará (CESUPA); Fundação Universidade Federal do Tocantins (UFT); Fundação Universidade do Tocantins (UNITINS); Universidade Federal do Amapá (UNIFAP).

Depoimentos

O diferencial no projeto capacitação da REDENAMOR junto a Wylinka é a flexibilidade e o dinamismo. Permitir que os coordenadores de NIT participassem do alinhamento do que foi proposto, ajustando as atividades ao estágio em que cada NIT se encontra fez com que os coordenadores se mantivessem interessados e focados nas atividades. Associar de forma dinâmica e atrativa a teoria e a prática sem prejuízo de nenhum dos dois é um grande desafio. Neste sentido, a Wylinka coloca-se à prova, quando, ao ministrar o conteúdo teórico e realizar as oficinas para que os alunos demonstrem o nível de aprendizado alcançado, ainda se submete (por que avaliações sempre envolvem aluno e professor) ao processo avaliativo de forma inteligente tal como ocorre nas bancas de avaliação dos módulos com a presença de avaliadores externos aos NIT.
O nível de satisfação dos coordenadores de NIT da REDENAMOR é muito alto com relação ao treinamento (conteúdo e metodologia). Esta coordenadora vislumbra um novo patamar de atuação conjunta da REDENAMOR a partir desta capacitação, com coordenadores de NIT seguros de sua função e seguros para dialogar com suas ICTs, outras ICTs e Empresas com quem mantenham relacionamento.

Graça Ferraz - Coordenadora da Rede NAMOR