Quem circula nos ambientes de empreendedorismo e conhece a dinâmica das startups sabe bem que o sucesso de uma inciativa depende da combinação de uma série de fatores. Além de uma boa ideia, é preciso mergulhar na busca pelo conhecimento, criar uma rede de contatos e, principalmente, ter comportamento empreendedor. Ou seja, saber lidar com incertezas e adversidades, ser ágil e criativo, desenvolver a empatia e principalmente, ser resiliente e liderar a sua equipe para não deixar a peteca cair.

Para nós que trabalhamos com o desenvolvimento de ecossistemas de empreendedorismo e inovação, a tarefa também requer dedicação em várias frentes. É por esse motivo que buscamos uma diversidade de projetos que nos permitam atender um público variado e em diferentes estágios da jornada empreendedora. Uma das oportunidades que tivemos em 2018 para expandir essa atuação foi o Agita, um programa de pré-aceleração desenvolvido pela Escola do Sebrae. Seu objetivo é apoiar e impulsionar jovens empreendedores na criação de novos negócios. O programa tem duração de 12 semanas e durante esse período as startups trabalham com a trilha do “Zero To Hero” com intuito de tirar sua ideia do papel. Desde a sua criação, em 2016, já foram acelerados 129 startups de nove municípios mineiros e impactados diretamente mais de 500 jovens.

E com a Wylinka entra nessa história de sucesso? Em julho, nós fomos selecionados pelo Sebrae Minas para ser a entidade executora de 4 edições do programa, atendendo as cidades de Belo Horizonte, Itabira, Juiz de Fora (e região da Zona da Mata) e Lavras.  A metodologia, desenvolvida por professores da Escola do Sebrae, contempla (i) a difusão do conhecimento por meio de encontros imersivos e conteúdos online, (ii) atividades práticas para que os participantes coloquem a mão na massa e (iii) conexão com o mercado por meio de uma série de eventos, mentorias e bancas que culminam no Demoday. A cultura da colaboração e o comportamento empreendedor são a base transversal que permeia as 12 semanas de Agita.

Nas quatro edições que rodamos entre agosto de 2018 e primeiras semanas de 2019, trouxemos, além da experiência dos facilitadores com o universo de startups, metodologias e ferramentas que garantissem a melhor absorção e aplicação do conteúdo do programa. O resultado foram times engajados e o fortalecimento dos ecossistemas locais, como reforçam a Patrícia e o João, participantes do programa nos depoimentos que recebemos:

“Antes de conhecer o agita meu contato com o mundo empreendedor era quase nulo. A universidade promovia algumas palestras e eventos, mas sempre com pouco alcance, principalmente com alunos da engenharia. E olha a ironia: em um evento da construção civil (Minascon) foi apresentado a oportunidade do Programa Agita do Sebrae e cá estou hoje, vivendo essa aprendizagem no mundo empreendedor. O Programa certamente me abriu novas visões e grandes oportunidades que até então a vida acadêmica e profissional não haviam me proporcionado. A experiência tem sido muito proveitosa, percebo crescimento intra e interpessoal, com novos desafios e metas que impulsionam meu desenvolvimento em várias áreas do conhecimento. Com certeza, um programa a se lembrar com muito carinho!”

Patrícia Alves – startup Avante, Agita Zona da Mata

“O programa de pré-aceleração Agita foi de extrema importância para nós da Automaway, foi um período de muitas oportunidades, conhecimentos e contatos. A convivência com outras Startups e os diferentes níveis de grau de maturação nos mostrou o quanto relevante é saber mensurar o nosso crescimento e como fazer isso de uma forma a se obter sucesso. E sem sombras de dúvidas, vale muito destacar o time de mentores que passaram pelo programa os quais foram excelentes. Hoje saímos do programa muito mais consolidados do que entramos e esperamos que esse novo ambiente para Startups aqui na nossa região possa vir pra ficar.”

João Celson – startup AutomaWay, Agita Zona da Mata

A Liann Rodrigues, coordenadora do programa, contou pra nós como foi a experiência dela com a Wylinka nessas quatro edições: 

“Seus profissionais são extremamente qualificados para gestão e execução de programas de empreendedorismos e inovação. Outro ponto extremamente importante para ser levado em consideração foi a disponibilidade, o comprometimento da Wylinka na execução dos programas e o cuidado com as startups participantes, o que nos ajudou na geração de experiência positiva junto ao nosso público final.”

Não precisa nem dizer como esses depoimentos enchem a nossa equipe de orgulho né? O desenvolvimento de empreendedores nos seus primeiros estágios, em programas que dão suporte para que eles tirem sua ideia do papel, mas além disso, que ensine sobre a jornada e o comportamento do empreendedor é essencial para que eles cheguem no mercado mais maduros e mais preparados para os desafios, que como sabemos, são muitos. Trabalhar com parceiros como a Escola do Sebrae, também focados no desenvolvimento dessas competências é essencial para que a Wylinka consiga atingir sua missão. 

Demoday – Agita Belo Horizonte – Batch #3
Missão Ecossistema de BH: os participantes do Agita Itabira – Batch #1 foram conhecer as iniciativas de BH
Banca de Corte e Café com Mentores no Agita Zona da Mata – Batch #1: troca de experiências com o mercado 
Banca de Corte no Agita Lavras – Batch #1: muito aprendizado com o time de jurados